Contra as reformas que retiram direitos: juízes debatem reforma trabalhista

Acontece no Sindicato dos Bancários (rua do sol, Centro de São Luís) na próxima sexta-feira, 13 de abril, às 19h, debate sobre a reforma trabalhista (Lei nº 13.467/2017), com a participação de magistrados membros da Associação Juízes para a Democracia (AJD).

A AJD é uma associação de juízes progressistas, que velam pela prevalência dos direitos democráticos, altamente comprometidos no momento atual no Brasil.

O debate versará sobre os impactos da reforma trabalhista para o mundo do trabalho e para os direitos dos trabalhadores, muitos deles afastados após a reforma proposta por Temer e aprovada pelo Congresso golpista, contando, para isso, com a maior parte de votos da bancada maranhense. Votaram contra os direitos dos trabalhadores os deputados Alberto Filho (PMDB), Aluísio Mendes (PMN), André Fufuca (PP), Cleber Verde (PRB), Hildo Rocha (PMDB), João Marcelo (PMDB), José Reinaldo (PSB), Júnior Marreca (PEN), Juscelino Filho (DEM), Pedro Fernandes (PTB), Vitor Mendes (PSD), Waldir Maranhão (PR).

Votaram contra a reforma e pela manutenção dos direitos sociais inscritos na legislação trabalhista os deputados Deoclides Macedo (PDT), Rubens Júnior (PCdoB), Weverton Rocha (PDT) e Zé Carlos (PT) e as deputadas Eliziane Gama (PPS), Luana Costa (PSB).

Na próxima quinta-feira, o juiz maranhense Douglas Martins, membro da AJD, falará sobre o debate a partir das 11h na WebRadio Tambor.

Participantes

Os debates/palestras serão conduzidos pelos juízes: Laura Rodrigues Benda (juíza do trabalho e presidente da AJD); Daniela Muller (juíza do trabalho do TRT-1); Mário Sérgio Pinheiro (Desembargador do TRT-1); e Marcelo Semer (juiz do Tribunal de Justiça de São Paulo).

A participação no evento dá direito a certificado de 4h no fim do debate. A inscrição é gratuita e deve ser realizada na sexta-feira (13/04), na sede do SEEB/MA (Sindicato dos Bancários), antes do início da programação.

Fonte: Sindicato dos Bancários