WPR impõe humilhação aos moradores do Cajueiro

Nesta sexta-feira, 4 de maio de 2018, mesmo dia em que o governo do Estado do Maranhão, parceiro da ideia de se construir um megaporto privado no lugar de uma comunidade tradicional, celebrava a “insurgência” num auditório da Universidade Federal do Maranhão, o Cajueiro, que tem uma parcela da comunidade se insurgindo contra essa ideia, sofria mais uma humilhação.

Um caminhão de entrega de material de construção foi impedido pela de deixar o material na casa de uma moradora.

Mais que um desrespeito, uma humilhação e um ato que fere decisão judicial que asseguraria que a posse dos moradores não pode ser perturbada.

Com isso, fica claro, mais uma vez, que quem manda no Maranhão é o grande capital, independente de qual seja o governo de plantão, e se a população não quiser viver sob esse jugo, é preciso se insurgir e resistir, para que seus bens e suas próprias vidas não sejam barradas e obrigadas a ficar pelo meio do caminho, como aconteceu agora (veja vídeo abaixo).

Cajueiro resiste!